Diga não ao tráfico de animais silvestres!

Hipertensão arterial, doença silenciosa para os pets
Dezembro 6, 2016
Festas comemorativas e intoxicação alimentar nos pets!
Dezembro 9, 2016

Diga não ao tráfico de animais silvestres!

Nesses últimos dias, várias reportagens têm sido divulgadas, falando a respeito do tráfico de animais silvestres. Centenas de animais, transportados de maneira cruel, morrem todos os dias. Filhotes que são retirados de seus pais, ninhos e habitats com apenas algumas horas de vida, e que são transportados de maneira cruel e desumana, dentro de garrafas pets, meias, caixas de papelão, misturados a mercadorias para disfarçar, para serem escondidos, para no final serem vendidos.

O que talvez  muitas pessoas desconheçam é que a maior parte desses animais traficados, chegam ao destino final, mortos. Mortos por privação de alimentos, ou seja, de fome, mortos por privação de água, ou seja, desidratados, mortos por asfixia, sem oxigênio para respirar, morrem sufocados. A maioria dos animais que vem a óbito são filhotes, tem problemas para regular a temperatura corporal, podem morrer de hipotermia. Precisam ser alimentados com maior frequência pois a não ingestão de alimentos a cada 3 horas pode causar graves problemas no metabolismo do animal e leva-lo a morte.         trafico-de-animais-em-garrafas

Em média, de cem animais que são traficados apenas 10% chegam vivos ao destino final.

Aí você se pergunta: o que tenho com isso?

Se você compra um animal das mãos de um traficante de animais, você está incentivando que ele continue fazendo isso, pois se há mercado ele tem para quem vender, e o pior de tudo, você se torna cumplice do assassinato desses animais.

Mas e aí, como faço para ter um animal silvestre?

Procure criadouros autorizados/legalizados.

Mas aí você se pergunta, qual a diferença?

Nos criadouros autorizados e legalizados, só os animais da terceira geração, poderão ser vendidos. Ou seja, um casal irá reproduzir, seus filhos serão mantidos no criadouro como matrizes e só seus netos e as gerações seguintes poderão ser adquiridos. 

 trafico-de-animais-se-voce-compraE qual o propósito disso, você se perguntaria?

Para começar, é uma forma de proteger as espécies de extinção. Pois assim, não são retiradas indiscriminadamente da natureza, sem chances de se reproduzirem e perpetuarem a espécie. Outro ponto muito importante é que os animais só serão entregues aos novos tutores, quando estiverem prontos para isso e não recém-nascidos e frágeis. Outro fator importante são as informações que os criadores irão passar aos novos tutores sobre alimentação e outros cuidados necessários para a manutenção da vida do animal.  

Antes de pensar em ter um animal silvestre, procure informações sobre a espécie, o que é preciso para mantê-lo saudável, como cuidar dele, e principalmente se é legal ou não, ter um bicho da espécie que você quer, pois manter em casa um animal não legalizado é crime.

Acima de tudo jamais compre um animal silvestre de traficantes, se eles não tiverem para quem vender, o comércio não irá para frente. Lembre-se que você é cumplice da morte de vários animais silvestre traficados, quando você compra um de algum traficante.

Se você encontrar um traficante de animais silvestres denuncie, procure as autoridades competentes para que esse individuo seja enquadrado, multado e preso de acordo com as leis de proteção ambiental e maus tratos animais.

Prevenção é tudo, quem ama cuida e protege!

    (Fotos/Imagens: Internet)                                

                           Medica Veterinaria Dani Raro           Danielle Raro – Médica veterinária

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *