Já ouviu falar dos gatos Munchkin?

Albatroz: voando sobre os mares!
Novembro 18, 2016
Humanização dos Pets
Novembro 22, 2016

Pequenos, fofinhos e com cara de filhotes para sempre, muita polêmica gira em torno desses exóticos gatinhos.

Na verdade, o que diferencia os gatinhos Muncckins dos demais, é o fato de terem as patinhas até 3 vezes menores do que o normal. Muitos chegam a identificá-los como o “Basset dos gatos”. munckin-2

Descendentes dos gatos sem raça definida (SRD) ou vira-latas, como são vulgarmente conhecidos, são encontrados com muitas variações de pelagem e cor. Não existe um padrão.

Grandes discussões têm sido geradas em torno de poder ser considerada raça ou não ou de ser uma anomalia ou não. Estudos sobre a saúde e a genética dos gatinhos ainda estão andamento. A World Cat Federantion (WCF) não considera como raça.

Algumas pessoas que não consideram raça, chegam a afirmar que os gatos parecem mutilados, e que que não tem a graça e a agilidade de um gato normal que pula, sobe em cadeiras e camas.

munchkin-3Já os defensores e criadores dos gatinhos, nos EUA, alegam que eles não são aleijados e que pulam, brincam e escalam como os outros gatos. Alegam que a “raça” seria resultado de uma mutação espontânea no código genético felino que introduziu um gene similar àquele que produz cães Dachshunds, Basset Hounds e Corgis. O termo Munchkin, em inglês, significa pessoa muito pequena ou criança.

Existem registros de gatos de patas curtas, na segunda guerra mundial, na Alemanha, Rússia e Grã-Bretanha.  

Suas patas com menos da metade do comprimento da maioria das raças é uma das características que conferem a aparência de eternos filhotes aos Munchkins.

As pessoas que possuem ou os criadores dos Munckins definem os gatinhos como tendo uma personalidade dócil, semelhante à de filhotes e que eles mantêm esse jeito por toda sua vida. munchkin-4

É comum vê-los apoiando sobre as patas traseiras, com as dianteiras recolhidas, de forma semelhante a um coelho, um hamster ou mesmo um canguru, característica que o tornou conhecido como “gato canguru de Estalingrado” (Stalingrad kangaroo cat).

Independente das discussões sobre anomalia ou raça, eles são realmente lindinhos. E que os estudos continuem sendo feitos para que de modo algum o animal seja prejudicado.

 

Prevenção é tudo, quem ama cuida e protege!

(Fotos: Internet)

 

Medica Veterinaria Dani Raro     Danielle Raro – Médica veterinária

 

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *