É lontra ou ariranha?

Meu cachorro não me dá atenção, o que faço?
Novembro 4, 2016
Prevenção e extração de placas bacterianas e cálculos dentários!
Novembro 11, 2016

É lontra ou ariranha?

Muita gente acha que lontra e ariranha são nomes diferentes para o mesmo animal.  Sim, ambos são mamíferos da ordem Carnívora, mas elas são espécies diferentes, embora para um leigo, sejam bem parecidas.

ariranha-ou-lontra-3A lontra (Lutra longicaudis) vive na Europa, Ásia, África, no sul da América do Norte e ao longo de toda América do Sul, incluindo o Brasil e a Argentina. Habita a região litoral ou próximo aos rios de onde retira seu alimento. Mede de 55 a 120 cm de comprimento, pesando até 35 kg. Come principalmente peixes e crustáceos, mas raramente devora pequenas aves e mamíferos. A lontra tem hábitos noturnos, então dorme a maior parte do dia nas margens dos rios e caçando durante o período noturno.

 A ariranha (Pteronura brasiliensis) é um mamífero de água doce característico da América do Sul,ariranha-ou-lontra-4 principalmente nas áreas do Pantanal e da bacia Amazônica e é bem maior que a lontra, alcançando até 180 cm de comprimento. Diferente da Lontra, vivem em grupos grandes de machos e fêmeas com cerca de 20 indivíduos.

Em ambos, o corpo hidrodinâmico é adaptado para natação com cauda larga, comprida e achatada, que serve como propulsor. Possuem pelos curtos e densos e patas pequenas. Entre os dedos existem membranas que facilitam a natação.

As lontras vivem em grupos só de fêmeas e filhotes. Os machos vivem isolados, só se juntando ao grupo no momento do acasalamento. A gestação dura cerca de 2 meses e nascem de 1 a 5 filhotes.      ariranha-ou-lontra-5

O Pantanal é o habitat de uma das maiores populações de ariranhasA ariranha é considerada em perigo pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) e vulnerável pela classificação do Ibama. Os últimos registros científicos apontam que existe na região ao menos 10% da população total de ariranhas sul-americanas. As lontras também sofrem com a caça para a indústria de peles e o uso de PCBs (pesticidas e organoclorados), que praticamente aniquilaram esses animais em grande parte dos países da Europa e da América do Norte entre 1960 e 1970.

A proibição mundial da comercialização de peles de animais silvestres e o fim do uso das substâncias PCBs auxiliaram na recomposição das populações das lontras e ariranhas no mundo. Além disso, ajudou na recuperação dos ecossistemas. Afinal, esses mamíferos aquáticos tem uma importância fundamental no controle da população de peixes e no equilíbrio ambiental dos rios, pois se alimentam principalmente de piranhas e outros peixes, caranguejos, caramujos, cobras e até pequenos jacarés.

ariranha-ou-lontra-2

Você pode ajudar a preservação da ararinha contribuindo com a AMPA (Associação Amigos do Peixe-Boi – www.amigosdopeixeboi.org.br) que trabalha na conservação da Ariranha e de outros mamíferos aquáticos da Amazônia.

Animais silvestres: a melhor forma de preservar é conhecer.

              Até a próxima!!!!!

(Fotos: Internet)

 

Foto claudio para coluna no site prontaClaudio Machado – Biólogo  

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *