Cuide da velhice do seu cão!

Cobra-de-vidro: parece, mas não é!
Outubro 28, 2016
Você já olhou os olhos do seu pet hoje?
Novembro 1, 2016

Assim como os humanos, os cachorros precisam de atenção especial ao envelhecer  e, claro, de muito amor!

Enquanto uma criança aos sete anos está no auge da infância, seu cão é considerado idoso a partir dessa idade. Isso mesmo! E você precisará se dedicar mais ainda ao seu companheiro de todas as horas. Neste momento,  aumenta a incidência de problemas de saúde como osteoporose, problemas cardíacos, renais, obesidade, câncer, doenças degenerativas e disfunções hormonais. Mas fique calmo, se você buscar a prevenção das doenças através da alimentação adequada, a expectativa de vida do seu peludo pode aumentar e muito.                                                      cão idoso

O cão idoso tem necessidades nutricionais diferentes. Por isto, vale buscar rações específicas. A maior parte dos fabricantes de rações tem em sua linha, hoje, opções que suplementam as necessidades dos cães na ‘melhor idade’. As rações sênior são as mais indicadas, porque os grãos são mais areados, o que facilita a quebra e a mastigação, já que animais mais idosos podem ter dificuldades para mastigar.

Também é importante ler a descrição do produto. As rações mais indicadas são as que contêm na formulação minerais, condroitina e glucosamina, importantes aliados na saúde das articulações do cão, assim como outros suplementos necessários para essa fase da vida do animal. Adquira o hábito de se informar melhor sobre o que seu pet come!

Normalmente, essas rações são balanceadas para diminuir outras substâncias que já poderiam não fazer tão bem ao animal mais idoso, o nível energético e de proteínas normalmente é mais baixo neste caso, já que o cão não é mais tão ativo e o metabolismo é mais lento. Se o animal tem problemas renais, a quantidade de fósforo, sódio e proteínas, deverá ser reduzida na ração.

Se o animal estiver com câncer ou outras doenças, existem rações específicas, ricas em antioxidantes e outros minerais que vão ajudar a combater o problema.                cão idoso 2

Exames médicos e visitas periódicas ao médico veterinário são fundamentais. Antes de escolher a ração ou começar a comprar vitaminas, vale seguir um conselho fundamental: leve o seu cão regularmente às consultas com o médico veterinário e faça exames sanguíneos e de imagem pelo menos uma vez ao ano.

Através do exame de sangue, podemos avaliar o funcionamento do organismo do animal, como a função hepática, renal, entre outras. Muitas vezes, podemos até diagnosticar alterações e tratar logo, evitando complicações futuras maiores. Exames de urina e fezes também devem ser feitos com regularidade. A prevenção é muito importante, e às vezes, o melhor remédio.

Como sempre digo, prevenção é tudo, quem ama cuida e protege!

(Fotos: Internet)

                           Medica Veterinaria Dani Raro Danielle Raro – Médica veterinária

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *