petchannelbrasil

Inverno chegando e com ele o friozinho! Nessa época os cuidados e a atenção com os pets devem ser redobrados. Os animais, ao contrário do que alguns pensam, também podem sentir frio como os humanos. Então vamos falar um pouquinho de alguns cuidados com algumas espécies, com a chegada do frio!

 

-CÃES E GATOS:

 

Algumas raças de cães como Bernese, São Bernardo, Husky Siberiano e Malamute do Alaska possuem uma camada de gordura maior sob a pele e o subpelo mais denso, o que lhes confere uma maior resistência ao frio. Normalmente os cães de pelo curto sentem mais as alterações de temperatura na época de inverno. unspecified 3

 O mesmo acontece com os gatos de pelo curto. Então, colocar roupinhas e dar banho com água morna, nessa época do ano, não deve ser encarado como frescura de donos que tratam bichos como crianças. Esses cuidados, entre outros, são sim bastante necessários. Outro cuidado muito importante é manter as vacinas em dia, tanto de gatos, como de cães. No inverno a imunidade pode ficar mais baixa e os animais mais suscetíveis à doenças.

Na época do inverno algumas doenças como “tosse dos canis” (cães) e a rinotraqueíte (gatos) podem aparecer com maior frequência e para ambas existem vacinas específicas que ajudam a proteger seu pet. Converse com o médico veterinário do seu peludo sobre o assunto. Além de problemas respiratórios mais comuns nessa época do ano, animais idosos ou que apresentem problemas osteoarticulares como artrose, hérnia de disco por exemplo, podem sentir mais dor quando a temperatura fica mais baixa, é preciso que fiquem bem aquecidos, bem agasalhados.

Os recém-nascidos e os filhotes com até dois meses de idade ainda não tem capacidade suficiente para manter a temperatura do corpo e perdem calor com mais facilidade. É necessário mantê-los abrigados, bem aquecidos e bem agasalhados. Coloque panos ou plásticos ou até um estrado debaixo da casinha ou caminha para isolar o frio que vem do chão. Coloque panos, cobertores ou edredons dentro da casinha ou caminha onde o filhote dorme, assim o manterá aquecido. Esses cuidados valem para os adultos e idosos também. Com a temperatura baixa, a necessidade de energia aumenta, por isso a energia fornecida pela alimentação, que deve ser no mínimo 4 vezes ao dia, é tão importante. Os animais que não recebem condições adequadas de alimentação e aquecimento podem acabar vindo a óbito.

Outros cuidados, válidos para cães e gatos, também devem ser tomados:

unspecified 2

*Não deixar o animal pegar chuva ou ficar exposto ao vento. Deve ser mantido em local arejado, mas sem vento;

*Se for usar aquecedor, lembre-se que ele resseca o ambiente. Uma alternativa é espalhar panos molhados e vasilhas com água para manter a umidade;

*A frequência dos banhos e tosas pode ser diminuída. Dê preferência a dar banho em dias e horas mais quentes, com água morna, protegendo bem os ouvidos para não molhar (evitando otites) e sempre secar muito bem com o auxílio de secador. Se o animal não estiver tão sujo, pode-se fazer opção pelo banho a seco. Existem no mercado alguns produtos que tem essa função;

* Se der banho em casa ou no pet, evite choque térmicos, não saia antes de 20 minutos após o uso do secador;

*Estimule o peludo a tomar banho de sol. Ajuda a aquecer, aumentar o metabolismo e a proteger contra micro-organismos como fungos e bactérias;

*Uma dica para saber se seu peludo está com frio ou não é colocar a mão e sentir a ponta das orelhas e/ou das patinhas, se estiverem geladas, seu pet deve estar com frio!;

*É muito importante observar o comportamento do seu pet quando você coloca uma roupinha nele. Alguns animais não se sentem muito confortáveis vestidos com elas. Por isso, procure roupas confortáveis e de tecidos agradáveis para vestir. E se mesmo assim ele não ficar bem, procure aquecê-lo de outra maneira;

*Se seu cão ou gato vive no quintal, providencie um abrigo para ele, uma casinha, se puder coloque ele para dentro de casa ou em algum ambiente coberto. Não deixe que fique ao relento ou na chuva. Lembre-se: o bem-estar e a saúde do seu peludo são sua responsabilidade.

 

-AVES:

 

As aves podem passar mal no inverno por conta do frio e do vento. O vento pode passar pelas penas, que tem a função de proteger, e fazer com que a temperatura do corpo das aves caia.   fredy-1366777

Alguns cuidados podem ser tomados para minimizar o estresse das aves com o frio:

*Evite deixar as gaiolas expostas à correntes de ar, ventos ou sereno;

*A noite, de preferência, coloque a gaiola em um local fechado e cubra com lona ou tecido escuro. Em locais muito frios pode-se ainda colocar aquecedores ou lâmpada de cerâmica no ambiente onde a gaiola estiver. Os reservatórios usados para o banho na gaiola devem estar sempre com água, o que ajuda a manter o ambiente umidificado;

*Algumas aves gostam de ficar dentro do ninho para se proteger, então ofereça essa alternativa a ela colocando um “ninho” de madeira dentro da gaiola;

*O banho de sol é muito importante. Ajuda a manter a temperatura do corpo, aumentar o metabolismo e a proteger contra micro-organismos;

*Observar sempre se não há presença de secreção no bico, olhos ou narinas, e também a respiração da sua ave, pois com o frio podem ficar mais suscetíveis à problemas respiratórios. Se notar qualquer alteração na ave, leve logo ao médico veterinário. Aves são muito sensíveis.

-ROEDORES:

female rodent relaxing under summer umbrella with cheese

Se você tem um hamster ou uma chinchila, os cuidados são parecidos com os das aves, bem simples:

*Cubra a gaiola com uma lona à noite;

*Deixe sempre a gaiola em ambiente fechado e aquecido nessa época do ano;

*Coloque casinhas ou toquinhas dentro das gaiolas para que os animais se escondam e se aqueçam. Você pode usar papel picado para forrar a gaiola, toquinha e casinha, funciona como um isolante térmico que ajuda a aquecer e a manter a temperatura. Troque sempre o papel picado para manter a higiene.

-PEIXES: 

Nemo - Peixe Palhaço - Renata Vaz - PetchannelOs cuidados dependerão da espécie que você tem em casa. Alguns peixes se adaptam bem a água fria, outros a água mais quente. Por isso o ideal é procurar informações mais específicas sobre a espécie que você possui.  Por exemplo, a carpa é um peixe que vive bem em águas mais frias, temperatura em torno de 19 graus. Já o Beta vive melhor em temperaturas em torno de 24 a 30 graus. Você poderá usar aquecedores específicos para aquários para manter a temperatura ideal para a sua espécie. É importante sempre medir a temperatura para controlar.

-RÉPTEIS:

Se você tem um iguana, cágado, tartaruga, jabuti ou cobra precisa saber que a temperatura dos répteis é a mesma do ambiente, o que interfere diretamente em seu metabolismo. A imunidade dos répteis no inverno pode cair e assim os animais ficam mais suscetíveis a doenças.

KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA

Alguns cuidados devem ser tomados para evitar o estresse, distúrbios ou doenças nos répteis, na época do inverno:

*Placas de aquecimento devem ser colocadas no aquário ou terrário;

*As lâmpadas de cor vermelha são uma boa opção porque são mais confortáveis, é um comprimento de onda que eles não enxergam: os aquecem sem causar tanto estresse;

*Outra opção são as lâmpadas de cerâmica;

*Lembrar sempre que o banho de sol é muito importante para ajudar a aquecer e regular a temperatura corporal, além de estimular o metabolismo e ajudar a prevenir doenças.   green-snake-1375573

*Algumas espécies de serpentes também gostam de tocas para se aquecer.

Prevenção é tudo! Quem ama protege!

 

 

Danielle Raro

CRMV-RJ – 10.004

Junho 10, 2016

Cuidados com seu pet no frio!

Inverno chegando e com ele o friozinho! Nessa época os cuidados e a atenção com os pets devem ser redobrados. Os animais, ao contrário do que […]
Junho 8, 2016

Doga: Yoga para cães

A técnica de relaxamento, conhecida como yoga, chegou para os mascotes de quatro patas também. Com início nos EUA, a Doga, yoga para cães, foi desenvolvida […]
Junho 7, 2016

Promoção Pet Cupido – Dia dos Namorados

Na semana dos namorados o Petchannel fará uma ação para os casais apaixonados que tem um Pet Cupido em casa. Envie uma foto com seu amado […]
Junho 3, 2016

Tosse dos canis: Conheça mais um pouco sobre a doença!

Com a chegada do outono e do inverno, com o ar mais seco e temperaturas mais baixas, os animais como nós, podem ter uma baixa de […]