petchannelbrasil

Pensando em ter um bichinho de estimação diferente de gato, cachorro, ave, peixe, coelho, mini pig?

Que tal um amigo curioso, engraçado, ativo e divertido?

Esse é o furão ou ferret!

Se optar por esse alegre companheiro alguns cuidados devem ser tomados, começando pela aquisição do seu novo amigo. A importação do ferret é permitida, mas o animal deverá estar castrado e com um microchip de identificação. O local onde você adquirir seu furão deverá lhe fornecer um certificado de legalidade e o número do microchip implantado no animal.

O furão deverá receber nos seus três primeiros meses de vida, vacinas específicas para raiva e cinomose, doenças que podem levá-lo a óbito.  Reforço anual das duas vacinas deverá ser feito.

Esses animais possuem um cheiro característico que nem sempre agrada ao olfato de todos. Dar banho não irá fazer com que esse cheiro desapareça. Por isso, a frequência de banhos não deverá exceder uma vez ao mês. Passar perfume neles nem pensar, mesmo que seja específico para animais, pois são muito sensíveis e podem desenvolver alergias.  ferrets

Conhecer os padrões normais da urina e das fezes do seu furão, como também os hábitos, incluindo alimentação, será essencial. Alterações nesses padrões poderão indicar problemas de saúde. Se seu furão apresentar queda de pêlos, falta de apetite, apatia ou sonolência, diarreia, abdômen aumentado, tremores, convulsão, não hesite em levar o mais rápido possível ao médico veterinário. Ferrets são suscetíveis a algumas doenças como tumor na adrenal, insulinoma, gripe, cardiomiopatia dilatada, linfosarcoma. E os sintomas descritos acima podem ser um sinal.

Não são animais complicados no que diz respeito a alimentação. Precisam de alimentos peletizados específicos para furões ou até rações premium para gatos. A ração de cães não serve para os ferrets, não são bem balanceadas para as suas necessidades. O ideal é dar a ele mais de uma opção de alimento, já que tem o apetite um pouco caprichoso e na falta do alimento que estão acostumados a comer podem rejeitar outros que ainda não tenham experimentado. Podem comer petiscos para furões de maneira moderada, ovos ou ainda pequenos pedaços de carne ou vísceras secas. Evite dar coisas ricas em açucares ou fibras para os ferrets, não fazem bem para eles. Inclusive frutas devem ser oferecidas de maneira muito moderada. Lembre-se que os ferrets são carnívoros e por isso tem que ter uma dieta de acordo com suas necessidades.

A gaiola onde você irá colocar seu furão, deve ser apropriada para a espécie, com um bom espaço, uma rede para que ele possa dormir, bandeja sanitária, vasilhas ou bebedouros de água e vasilha de comida apropriadas para os ferrets. A higiene da gaiola é fundamental para a qualidade de vida e saúde do furão.

Precisam ter seus pelos escovados com frequência e escovas apropriadas para a espécie.

Eles precisam de brinquedos, que devem ficar dentro e fora da gaiola, pois tem muita energia para gastar. Por conta de toda energia que tem, precisam ficar soltos pelo menos 4 horas por dia. Podem inclusive passear na rua, usando coleiras apropriadas.

Podem ficar soltos dentro de casa desde que não tenham como fugir e que sejam tomados os cuidados que se tomaria com um bebe que está engatinhando. O furão é muito ágil e rápido, por isso é preciso redobrar a atenção quando ele estiver solto. Tomar cuidado com tomadas, fogões e fornos quentes, janelas, máquinas ligadas, produtos de limpeza, ralos. Adoram uma toca, se “emburacar”, por isso se seu furão sumir dentro de casa, procure nos lugares mais improváveis, como por exemplo o foro do fundo do sofá. Outro cuidado é com seus objetos pessoais, furões adoram roubar e esconder coisas, então não dê mole!

Gostam muito de dormir durante o dia e ficar acordados a noite. Mas podem se adaptar aos hábitos dos donos.

Furões devem ser manuseados de forma delicada pois são muito frágeis e sensíveis. Talvez não seja o bichinho ideal para crianças pequenas, pois se se sentirem acuados, agredidos ou manipulados de maneira bruta, podem reagir de um jeito mais agressivo.

Cercando-se de todos os cuidados necessários é só aproveitar toda a alegria e energia que esse companheirinho peludo tem para dividir com você!

Medica Veterinaria Dani Raro        Danielle Raro

                                   CRMV-RJ – 10.004

 

Julho 15, 2016

Como adquirir e cuidar dos divertidos e curiosos furões (Ferrets)?

Pensando em ter um bichinho de estimação diferente de gato, cachorro, ave, peixe, coelho, mini pig? Que tal um amigo curioso, engraçado, ativo e divertido? Esse […]
Julho 12, 2016

O que é coprofagia e o que fazer para evitar?

Vários proprietários levam seus cães para consulta com médico veterinário por conta da coprofagia. E aí você se pergunta: o que é coprofagia?  É a ingestão […]
Julho 8, 2016

Oba, férias! Saiba como aproveitar com seu pet.

Chegamos no meio do ano e as férias estão batendo na porta! Para quem tira uns dias de descanso nessa época, nada como uma boa viagem […]
Julho 4, 2016

Esporotricose: Será o gato o grande vilão?

A esporotricose, é uma micose subcutânea causada pelo fungo Sporothrix schenckii, que pode afetar humanos e animais. A infecção é adquirida, normalmente, pela inoculação do fungo […]