petchannelbrasil

Colocar peixes em um aquário é muito mais do que apenas depositá-los em um reservatório com água. Ter peixes exige um estudo da espécie, seus hábitos, alimentação, sociabilidade, habitat e outros cuidados.
Alguns peixes não terão problemas com espaços pequenos, outros não irão se adaptar. É preciso ter conhecimento e informação sobre esse detalhe e outros como o tipo de água que o peixe vive, doce ou salgada?
Outro assunto que pode ser uma pegadinha e matar os peixinhos, se você não estiver bem informado, é a limpeza do aquário. Quando for realizar a limpeza do aquário, trocar apenas 1/3 (um terço) da água. Se por ventura o aquário estiver muito sujo, trocar metade da água. O ideal é usar água filtrada, mas pode-se utilizar água da bica, mas é preciso aplicar na água produtos específicos que retiram da mesma o cloro e os metais pesados, com o uso desses produtos a reposição da água no aquário poderá ser no mesmo dia. Mas se o produto não for usado, deixe a água descansar em um recipiente por no mínimo 2 dias antes de colocar no aquário. Assim o cloro irá evaporar e os metais pesados (chumbo, cobre) irão decantar no fundo do recipiente.

A limpeza do aquário deverá ser realizada ao menos uma vez por mês. O sistema de filtragem (se o aquário tiver) deverá mantê-lo limpo por esse período, se isso não estiver acontecendo verifique se o sistema de filtragem é suficiente para o tamanho do aquário e número de peixes. O aquário não deverá ser lavado com sabão ou qualquer outro produto de limpeza. Deverá ser usado apenas água corrente e uma esponja reservada exclusivamente para a limpeza do mesmo.  betta-in-the-wall-2-1517913
Lembrando que acima falamos de aquários para peixes de água doce, pois existem espécies que são de água do mar, salgada.
A escolha do local onde o aquário ficará é importante. O aquário deverá ser mantido em um local tranquilo, não muito frio, o ideal é que seja dentro de casa. Não devem ficar expostos direto a luz solar que poderá superaquecer a água e favorecer o crescimento de algas e consequentemente deixar o aquário sujo. Alguns peixes se adaptam bem a temperatura fria (da água), outros não. Por isso é preciso saber qual espécie você irá colocar e qual temperatura da água é ideal para mesma. Se for um peixe que vive em águas mais quentes, pode ser que haja necessidade de colocar um aquecedor de água/termostato no aquário e um termômetro para controlar a temperatura. E claro, você não poderá misturar espécies que são de temperaturas de água distintas. Nunca esquente água para colocar no aquário, poderá causar choque térmico e até matar os peixinhos se a temperatura não for controlada e acima do normal.
Os enfeites e ornamentos colocados dentro do aquário, deverão ser de uso próprio para o mesmo. Se não forem, podem liberar toxinas na água e até matar os peixes. Não coloque no mesmo aquário peixes que vivem em pH de água diferentes. Tome cuidado com conchas, corais, cascalhos e outros que possam alterar o pH da água.
Se seu aquário possuir iluminação artificial, lembre-se de desligar a noite, pois os peixes precisam descansar.
A tampa do aquário deverá ser mantida fechada, pois algumas espécies de peixes tem o hábito de pular e podem cair fora do aquário. Fora isso, também evitará que impurezas e sujeiras caiam no aquário e sujem a água.   fish-1465432
Procure saber o que a espécie, que você pretende ter, come. O ideal é alimentar os peixes com ração específica para cada espécie, que contém todos os nutrientes necessários para manter o peixinho saudável. Siga as orientações dos fabricantes quanto a quantidade a ser oferecida a espécie que você cria, pois, o excesso de alimento pode prejudicar a saúde do peixe e ainda sujar o aquário.
Evite bater no vidro do aquário poderá estressar os peixes. Colocar as mãos dentro do aquário não é uma boa idéia, além de estressar os peixes, o suor humano e impurezas podem sujar a água.
Procure informações sobre o comportamento das espécies que você pretende colocar no seu aquário. Algumas espécies de peixes são territorialistas e não convivem bem com outras, sendo agressivos e podendo até matar os outros. Algumas espécies têm problemas inclusive entre machos e fêmeas da mesma espécie, só podendo ficar no mesmo aquário na época da reprodução.
Mesmo tendo todos os cuidados necessários, o peixe pode ficar doente. Fique atento, pois, lesões nas escamas, nos olhos ou nadadeiras, pele sem brilho, pouca movimentação e uma longa permanência no fundo do aquário podem ser sinais de problema. Procure o médico veterinário especialista para tratar do seu peixe, e não demore, eles são muito sensíveis.
Procure começar seu aquário com os peixes mais fáceis de criar, que se adaptam melhor e são mais resistentes. Assim irá pegando mais experiência no dia a dia, sem fazer seu peixinho correr risco de vida.
Como podemos ver ter um aquário exige conhecimento, cuidado, disciplina e paciência. Por isso é considerado, por muitos, quase uma terapia. Observar os peixinhos coloridos nadando para lá e para cá, é altamente relaxante. Então vamos mergulhar nessa atividade e aproveitar os benefícios que ela pode nos trazer!

                   Medica Veterinaria Dani Raro        Danielle Raro

                                                       Médica Veterinária

Agosto 12, 2016

Como escolher e cuidar dos peixes ornamentais!

Colocar peixes em um aquário é muito mais do que apenas depositá-los em um reservatório com água. Ter peixes exige um estudo da espécie, seus hábitos, […]
Agosto 10, 2016

Pseudociese: O que é, como tratar e como evitar?

Talvez muita gente não saiba, mas a pseudociese não é uma alteração fisiológica exclusiva de fêmeas humanas.  Gatas e cadelas também podem ter pseudociese. Mas, o […]
Agosto 10, 2016

Petchannel marca presença na Pet South America

O Petchannel, em parceria com a rede de hotéis Ibis Styles, Atelier Turismo, Eulato e Los Caninos estará no maior evento voltado para o mercado pet […]
Agosto 2, 2016

Programa de Castração Animal começa a funcionar em Nilópolis!

Notícia muito boa sobre castração! “O município de Nilópolis dá mais um passo para a criação de uma política eficaz de proteção aos animais. Será lançado […]