Atropelamentos de animais silvestres!

Cinco atitudes que nunca devemos ter com os cães
Outubro 6, 2016
Menina com deficiência auditiva de 10 anos é melhor amiga de um cão também surdo
Outubro 10, 2016

Atropelamentos de animais silvestres!

Temos nas últimas semanas falado sobre animais silvestres que estão em risco de extinção ou estão com suas populações vulneráveis devido a desmatamentos e outras ações do homem realizadas sem estudos prévios. Pois bem, hoje vamos falar de outra ação humana que exerce uma importante pressão nas populações de animais silvestres: o atropelamento nas rodovias.

Muitos animais são diariamente atropelados nas nossas rodovias. Segundo o Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas da Universidade Federal de Lavras (MG), no Brasil cerca de 450 milhões de animais silvestres morrem atropelados nas estradas brasileiras por ano. Desses cerca de 5 milhões são de grandes animais, como a anta e o tamanduá, mas pequenos animais como sapos, serpentes, lagartos e aves tornam esse número gigantesco. Além disso, existem 189 unidades de conservação, como parques estaduais ou reservas que são cortadas por grandes rodovias, tornando o problema ainda mais grave.  atropelamento 3

Para dimensionar o problema foi criado um aplicativo para celular chamado “URUBU”, que conta com a ajuda dos motoristas para colher informações pelas rodovias do país, que ao observar um animal atropelado, envia uma foto para o aplicativo que através do GPS do celular, localiza e atualiza as estatísticas. Em quase um ano, o aplicativo já recebeu cerca de 8 mil registros fotográficos.

Uma forma de minimizar o problema é a criação de tuneis ou fios e cordas fazendo a função de passarelas por onde muitas espécies podem atravessar em segurança, como já vem acontecendo na Rodovia Raposo Tavares, por exemplo.

A ONG Pró-carnívoros recomenda que se respeite o limite de velocidade e ande até abaixo dele nas áreas próximas à Unidades de Conservação, como parques e reservas ambientais.        

 E o que devemos fazer ao vermos um animal atropelado? Anote a estrada, a quilometragem em que o animal foi observado, a espécie animal (Ave? Pequeno mamífero?), data e hora da observação e se presenciou o atropelamento ou apenas observou a carcaça. Se a rodovia está sobre a administração de uma concessionaria, informe esses dados. atropelamento 5Eles devem providenciar o socorro do animal, se estiver ferido, ou providenciar a remoção da carcaça, se já estiver morto. Se não for retirada do local, a carcaça poderá atrair para a pista animais que se alimentam de carniça, provocando futuros atropelamentos. Não toque no animal ferido pois ele poderá ferir você. E lembre-se que mesmo morto ele poderá lhe transmitir doenças, portanto não o toque de forma alguma.

Suas informações, somadas a de outros motoristas, poderão ser muito úteis pois atualização as estatísticas e órgãos como a Pró-Carnívoros e outros poderão identificar rodovias e trechos e maior incidência de atropelamentos e promover ações científicas e especificas para aquele problema. Colabore !!!!

              Animais silvestres: a melhor forma de preservar é conhecer.

              Até a próxima!!!!!

 

         Foto claudio para coluna no site prontaClaudio Machado – Biólogo              

 

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *