25 sinais de que seu gato pode estar com dor!

Vacinas para prevenção da dirofilariose e da leishmaniose em pets, você conhece?
Fevereiro 21, 2017
O macaco não é o culpado! Não mate e nem deixe matar os macacos!
Março 22, 2017

25 sinais de que seu gato pode estar com dor!

Um estudo feito na Universidade de Lincoln, no Reino Unido, publicou um estudo com uma lista, no Jornal PLOS ONE com 25 sinais que podem identificar que o gato está sentindo dor.

Segundo o ScienceDaily, essa é a primeira vez que vários especialistas em medicina veterinária voltada para felinos, se juntam e fazem um estudo dessa natureza. Entre os especialistas tinham clínicos gerais, anestesiologistas, oncologistas, especialistas em comportamento, dermatologistas, oftalmologistas e neurologistas. E esse grupo de especialistas contou ainda com o apoio da ONG “Feline Friends”.

A lista com os sinais, pode ajudar a identificar se o animal está com dor e ajudar a solucionar o problema e acabar com o sofrimento do animal mais rápido. 

Os sinais foram divididos em duas categorias: Suficientes, sinais que indicam que o gato tem dor, e necessários que são aqueles que devem estar presentes para poder se concluir que o animal tem dor.

Alguns dos sinais classificados como Suficientes são: falta de asseio, postura curvada, evitar áreas luminosas, mudanças no comportamento alimentar ou dificuldade em saltar.

Evitar áreas muito claras, rosnar, mudar o comportamento alimentar, ficar com os olhos fechados e gemer – foram relacionadas apenas a níveis agudos de dor.

A seguir estão os sinais relacionados na pesquisa:

1. Mancar

2. Dificuldade de pular

3. Caminhar de forma anormal

4. Não querer se mover

5. Se esconder

6. Reagir a palpitações

7. Brincar menos

8. Pouco apetite

9. Parar de se lamber

10 .Diminuir suas atividades diárias

11. Esfregar-se menos nas pessoas

12. Perder peso

13. Postura encurvada

14. Lamber somente uma parte do corpo

15. Cabeça baixa

16. Mudança de temperamento

17. Humor sem definição, indiferente

18. Contração involuntária das pálpebras

19. Evitar áreas com claridade (raro quando sentem pouca dor)

20. Rosnar (raro quando sentem pouca dor)

21. Gemer (raro quando sentem pouca dor)

22. Ficar de olhos fechados (raro quando sentem pouca dor)

23. Mudanças no comportamento alimentar (raro quando sentem pouca dor)

24. Torcer o rabo

25. Dificuldades para urinar

 

Então fique ligado, se seu gatinho apresentar qualquer alteração de comportamento ou algum sinal descrito acima, procure logo um médico veterinário.

E não se esqueça: visitas periódicas ao médico veterinário, exames de rotina, vacinas em dia, boa alimentação e asseio, podem prevenir doenças.

Prevenção é tudo, quem ama cuida e protege!

(Imagens: Internet)

 

 Danielle Raro – Médica veterinária

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *